ProcurandoNemov

Amontoado de nada

Noite: Eu gosto!

É costume me perguntarem ou ouvir comentários sobre o quanto eu saio, sobre beber demais, sobre vida superficial, verdadeiros amigos, sobre ver as mesmas caras, frequentar os mesmo lugares, ouvir as mesmas músicas e me peguei pensando sobre. 

A resposta é uma só: Eu gosto. Desde adolescente eu sou assim. Eu gosto de noite, de música, de cheiro de cigarro, de bebedeira, de gente nova e de gente conhecida, gosto de quase todo tipo de música e gosto até mesmo dos sorrisos falsos e comentários que rolam sobre as figurinhas. Eu gosto, é simples. 

Antes de qualquer coisa eu tenho 24 anos e estou na idade pra gostar. Me perdoe quem o faz, claro, mas não quero ter 50 e estar vivendo o que não vivi nos 20. Mas que fique claro, eu não vivo só disso. Eu tenho amigos fieis, faço programas comuns, leio livros, assisto muitos filmes e sei viver a vida “normal” também. 

Mas eu gosto da noite e se você constrói suas memórias dentro de uma academia, ou passeando de bicicleta no parque nos domingos, eu prefiro conhecer pessoas incríveis, ou não, dançar, beber e não me satisfaço com isso 1 vez por mês, aliás, nem por semana. 

Eu gosto, a resposta é essa. Alguns preferem as luzes  apagadas, outros gostam delas acesas, eu, no período de 23h até as 6h, prefiro que elas pisquem, girem e sigam a batida de uma música. 

Vejo vocês na WoW! 

Promiscuidade e Double Booking

Recentemente tenho sido constantemente confrontado com a ideia e situações de double booking. Calma, não estou falando especificamente de mim, mas de amigos próximos, ou até mesmo séries cafonas e maricas de TV, que assisto sem pudor. 

Pra quem ainda não pegou, double booking é aquele velho momento em que a gente confronta dois “ficantes” sem programar. Mas o ponto aqui não está exatamente no confronto, mas em todo o esforço que se faz pra agendar as pessoas com as quais estamos “experimentando” e claro, como isso é visto. 

Nos últimos tempos conheci desde os mais recatados, que acham de uma promiscuidade sem limite conhecer mais de uma pessoa ao mesmo tempo, mas também conheci aqueles que testam todos os errados, antes de realmente investir em um certo. 

O fato é que, tirando os casos cafonérrimos de oficialização de “ficância”, uma marcação de território que só exclama insegurança, não existe um momento simultâneo em que duas pessoas sabem que, mesmo ainda não namorando, são exclusivos. Aliás, qual propósito da exclusividade sem namoro? 

De um lado, acho meio babaca, essa ideia machista de desvalorização de um pretendente pelo fato dele não ter dedicado 100% do tempo em que vocês se conheciam a você. Do outro, confesso que, como territorialista assumido, saber que disputo a atenção de alguém é extremamente irritante e, em alguns casos pode até atiçar a competitividade, mas em outros ativa a frustração. 

Então ficam as dúvidas: Em que momento existe exclusividade? É errado conhecer mais de um ao mesmo tempo? É promiscuo? Não vou cagar regra a respeito… Nem eu me decidi. 

Cara FUCKING Delevingne no desfile da Topshop. That’s what I’m talking about, bitches <3

Cara FUCKING Delevingne no desfile da Topshop. That’s what I’m talking about, bitches <3

Sasha, eu seria hetero por você, sua linda &lt;3

Sasha, eu seria hetero por você, sua linda <3

Tá sabendo direitinho, Demi. Na brincadeira de tentar amadurecer a sua imagem você esbarrou FEIO em uma Real Housewife Of Beverlly Hills e roubou todos os figurinos da moça. Pelamor de Deus, volta pro rabo de cavalo colorido e os tubinhos que essa alternância entre sapatão bolachona e perua na idade da loba tá ficando COMPLICADÍSSIMA!

Tá sabendo direitinho, Demi. Na brincadeira de tentar amadurecer a sua imagem você esbarrou FEIO em uma Real Housewife Of Beverlly Hills e roubou todos os figurinos da moça. 

Pelamor de Deus, volta pro rabo de cavalo colorido e os tubinhos que essa alternância entre sapatão bolachona e perua na idade da loba tá ficando COMPLICADÍSSIMA!

Você vê que o mundo é injusto quando uma moça malamanhada como a Paula Patton come o Robin Thicke e você não tá comendo nem Big Mac. Boa quinta-feira ;)

Você vê que o mundo é injusto quando uma moça malamanhada como a Paula Patton come o Robin Thicke e você não tá comendo nem Big Mac. Boa quinta-feira ;)

Pouco maravilhosa ela não tá, né? 

Pouco maravilhosa ela não tá, né? 

Se vocês achavam que Tyra Banks dançando flamenco foi demais, imagine Gisele Bündchen cantando? 

Parabei a todos os envolvidos. 

Bom dia de terça-feira.

Bom dia de terça-feira.

Se tem uma coisa que a Rosie nunca falou, foi em ser maravilhosa. Edição de outubro da ELLE UK, clichê mas eu gostei. Vulgar? Mas eu gostei. Amador? Mas  eu gostei. Obrigado a Mariano Vivanco e todos os envolvidos. 

Se tem uma coisa que a Rosie nunca falou, foi em ser maravilhosa. Edição de outubro da ELLE UK, clichê mas eu gostei. Vulgar? Mas eu gostei. Amador? Mas  eu gostei. 

Obrigado a Mariano Vivanco e todos os envolvidos.